< Voltar para notícias

Estiagem poupa pecuaristas da região de São Félix do Xingu (PA)

São Félix do Xingu, 20/05/2016 – No terceiro dia de viagem da Equipe 6 do Rally da Pecuária 2016, com a participação do Broadcast Agro, os técnicos da expedição percorreram propriedades em São Félix do Xingu, na região sudoeste do Pará. Ela pode notar que as pastagens da região não estão sendo prejudicadas pela ausência de chuvas.

O município foi considerado o endereço do maior rebanho bovino brasileiro em 2014, com 2,213 milhões de cabeças, 1% do total nacional, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A cidade, que fica às margens da rodovia estadual PA-279 e dos Rios Fresco e Xingu, já foi palco de uma intensa especulação em torno da posse da terra, com histórico de conflitos entre posseiros, grileiros e pequenos proprietários rurais.

Os técnicos do Rally encontraram, ao contrário do esperado, pastos robustos e rebanhos ainda em fase de engorda. Em propriedades de pequeno porte, a expedição registrou também criadores com dificuldade de acesso a linhas de crédito agrícola, por falta de regularização fundiária, mesmo após 20 anos de ocupação da terra. As irregularidades limitam o crescimento desses pecuaristas. Em contrapartida, também foram entrevistados produtores rurais que estão com a situação regulamentada e acessam programas oficiais, como o Mais Alimento, crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) voltado à infraestrutura produtiva da propriedade familiar.

“Esta região do Pará precisa buscar mais tecnologia porque há um potencial enorme a ser explorado”, afirmou Ricardo Nissen, coordenador de equipe do Rally, da Agroconsult. Nesta sexta-feira (20), a Equipe 6 do Rally da Pecuária explora a região entre Xinguara e Redenção, ainda no Pará para, na sequência da viagem, visitar Vila Rica (MT), Querência (MT) e Sinop (MT).

(Camila Turtelli*)

(*A repórter viaja a convite do Rally da Pecuária)